31 de março de 2012

Bolo de morango ♥


Cá em casa, o morango é A fruta. Somos doidos por morangos. Por isso, e a combinar com os convites, este foi o bolinho (ahah, bolinho... bolão!) que fiz para o aniversário da Matilde. Precisamente nesse fim de semana, o PD tinha os morangos baratinhos, por isso calhou mesmo bem. O Bruno foi lá e trouxe logo duas grandes caixas de 2kg cada. Toda a gente gostou muito e como a minha sogra fez anos no dia 29 e hoje foi dia de festa, eu fiquei de fazer o bolo de aniversário.




Aqui a cobertura parece branca, mas é rosa claro.



Da primeira vez guiei-me pela receita original, que encontrei há uns tempos, e usei 2 embalagens de mistura para pão-de-ló, uma para cada camada (da primeira vez nunca me arrisco a inventar!). Mas como a mistura já traz açúcar e a gelatina também, achei que ficou demasiado doce. Por outro lado, a cobertura ficou uma bodega e tive que fazer outra (o da Matilde levou 2 coberturas diferentes, por isso é que ao fim de umas horas se começou a desfazer um bocadinho). Por isso, hoje fiz à minha maneira :) Deixo aqui a receita para as fãs de morangos que quiserem experimentar! :)

Ah, como tive medo que a massa não coubesse toda na forma, pus um bocadinho numa forma à parte e ficou para nós. Sem cobertura, claro, que aqui em casa não é Natal todos os dias :)

30 de março de 2012

Deve ser grave.

Porta-moedas em formato de cogumelo. Forrado e com fecho éclair. Mais fotografias, aqui.

Nascem cogumelos nas minhas plantas! :)

...e nos entretantos:

o cor-de-rosa já tem dona, mas aqui já há mais dois acabadinhos de sair do forno! Nem a chuva pára as novidades! É despachar ;)

*Update: Vendidos!

Voltou a chuva...



...e com ela voltaram os dias frios e cinzentos. Foi como se o meu humor tivesse tropeçado e caído num balde de água fria. Sol, podes voltar? É que eu gosto muito mais de ti.

28 de março de 2012

Novidade :)






Eu sei que este blog agora só fala de costura e peço desculpa se ando muito entediante, mas a verdade é que, ultimamente, não tenho feito outra coisa. Por motivos que agora não interessam, decidi sair do trabalho onde estava e estou novamente à procura de emprego. E acontece que trabalhar a tempo inteiro e passar 3h diárias em transportes, durante meio ano, bastou-me para passar a dar ainda mais valor a tudo aquilo que tive que colocar de lado ou prestar menos atenção durante esse tempo. Não sei quanto tempo durará esta situação e penso que não será sustentável por muito mais tempo mas, enquanto durar, decidi que vou tirar o máximo partido dela. De maneira que, posso dizer, tenho andado muito feliz. Não tenho ordenado, mas sinto-me realizada (veremos se digo o mesmo daqui por uns tempos). Tenho a cabeça cheia de ideias para coisas novas e só tenho pena de não conseguir concretizá-las à mesma velocidade que elas surjem na minha mente. Gostava muito que este novo projecto que tenho em mãos e que começa a ganhar forma desse certo. Ao mesmo tempo que aguardo por uma boa oportunidade profissional, pergunto-me se não será esta a chance de que estava à espera para dar um novo rumo aos meus dias.
Hoje, foi dia de dar forma a este necessaire desdobrável. Custa 15€ + portes e está à espera de uma mala para morar já tem dona, mas aceitam-se encomendas :) Aguardam-se breves novidades por estes lados. Espero que sejam do vosso agrado e, já agora, agradece-se uma ajudinha na divulgação! :)

Clicar aqui para partilhar o Necessaire Desdobrável no Facebook!

27 de março de 2012

Segue amanhã...




...para um anjinho chamado Gabriel!

21 de março de 2012


Já te disse, este ano, que gosto muito de ti? :)

18 de março de 2012

Dois!!



Faz hoje dois anos que nasceu a nossa miniatura. Dois anos cheios de ternura, cheios de amor, cheios de miminhos, beijinhos e abraços. Não sei muito bem como é que acontece, mas é como se a Matilde toda a vida tivesse feito parte das nossas vidas e por vezes dou comigo a tentar lembrar-me como eram os nossos dias antes de ela nascer. Podíamos até achar que eram perfeitos, mas estavamos enganados, porque agora são infinitamente melhores.
Percebe e diz praticamente tudo. Parece um papagaio (loiro) e imita tudo o que dizemos. Quando ouve uma conversa mais exaltada entre nós, chama por um de nós ("mamãããã" ou "papááá") e quando olhamos mete o dedo em frente à boca e faz "Shhhhhh". É claro que desatamos a rir e a conversa fica logo arrumada. É uma mãos largas de beijinhos, abraços e sorrisos, é só pedir. E se não der à primeira, basta fazer beicinho que ela vem a correr de braços abertos. Gosta de toda a gente, fica bem com qualquer pessoa (o que poderá não ser inteiramente bom) e diz olá a todos os que passam por ela na rua (é impressionante, sempre que estamos em qualquer lado, encanta toda a gente, deve ser do cabelo loirinho e dos totós!). Há coisa de duas semanas, a minha sogra foi com ela furar as orelhas e agora parece (ainda mais) uma princesa (e por falar nisso, se tiver mais alguma filha vai ser à moda antiga, que a vida não está para furar orelhas!! 30€?!). Está a aprender a usar o pote (está a correr bem melhor na escola que em casa, tenho que ir tirar um curso), come bem e dorme bem, já na cama grande!! Embora por vezes se lembre de vir de mansinho ter connosco à sala. É um bocado sinistro, porque ela fica à porta, escondida na sombra e quando a vemos já lá está há um pedaço a olhar para nós (no outro dia estávamos a namorar, e quando vejo qualquer coisa pelo canto do olho viro-me e era ela mesmo ao nosso lado, especada! quase morri de susto). Largar a chupeta é que tem sido o cabo dos trabalhos. Sabe os nomes e sons dos animais todos. É fã da Xana (a quem eu agredeço do fundo do coração, que já ajudou a comer muita sopinha, e a quem peço encarecidamente, que lance mais uma música, que eu já não consigo ouvir a "Xana Toc Toc" e a "Mala Cor de Rosa" over and over again) e começa aos gritinhos histéricos e às gargalhadas de cada vez que uma música começa (só visto). ADORA livros, histórias, papéis, lápis, canetas (tem bem a quem sair) e entretém-se imenso tempo sozinha, ora com os bebés, ora com as comidinhas, ora a desarrumar a sala toda, ora a espalhar iogurte na carpete como se fosse a coisa mais divertida do mundo, ora a chatear-me a cabe.... ah, ups, eram só as coisas boas ;)
Enfim... é a nossa "Patita" e está a ficar uma crescida! Parabéns filhota!!

16 de março de 2012

Um, dois, três...







 
...quatro, cinco, seis!

Tenho andado atarefada, como se pode ver. Entre ontem e hoje terminei estes seis porta-fraldas! Cabem 3-4 fraldas, uma caixinha ou embalagem de toalhitas de viagem e a pomada para o rabinho. Por enquanto estão todos disponíveis, mas também posso fazer por encomenda, com cores específicas ou personalizados com o nome do bebé bordado, com a inicial ou até com uma fotografia :) Quem gostar do corte e costura, fica aqui com o tutorial que ensina a fazer o básico e depois podem alterar a gosto. Quem não tiver jeito e/ou paciência, pode sempre mandar um e-mail para o endereço ali do lado e encomendar. Para vocês ou para oferecer a mamãs que têm ou que vão ter bebés.
Era um dos 21874 projectos da minha to do list e finalmente ganhou forma! Não dá para explicar o quão contente estou por estar de volta aos trapos e as saudades que eu tinha de andar sempre com linhas coladas à roupa :)

15 de março de 2012

Dias.


Massa cozida e um salteado (?) com um bife partido às tirinhas, chouriço aos bocadinhos, pimento verde, milho e queijo ralado derretido no formo. Salada de alface e pepino.


Comidinhas boas (inventadas na hora) e almoços demorados.

14 de março de 2012

19806 pendentes, menos um!

Antes
(tentativa frustrada de bordar em ponto de cruz)
Este conjunto de toalhas era uma das 19806 coisas pendentes que por aqui tenho. A pedido da minha mãe, comecei a bordá-lo em ponto de cruz, para a casa de banho dos meus pais (ainda eles estavam juntos) mas como o quadrilé era uma coisa horrorosa de trabalhar, acabei por me chatear e ficaram encostadas até agora. Há uns tempos trouxe-os para baixo determinada em acabar o bordado, mas acabei por lhes dar outro destino:

Depois
(conjunto de toalhas de banho, decoradas em patchwork)




E o trabalhão que me deu desfazer o bordado??
Patchwork é uma brincadeira, comparado a bordar neste tecido! :)

13 de março de 2012

Quase dois!



 

Chegaram entre ontem e hoje os convites para o 2º aniversário da Matilde que mandámos aos familiares e amigos mais próximos. Queria, à semelhança do ano passado, que fossem convites feitos cá em casa, mas que, desta vez, tivessem tecidos e costuras à mistura. Vai daí, procurei algumas ideias e os moranguinhos pareceram-me apetecíveis :) Quando fiz o primeiro e percebi o trabalho que a coisa ia dar, fiquei assim a modos que em pânico, mas depois de começar a fazer tudo por partes e sistematizar, apanhei-lhe o jeito e o ritmo e justamente quando estava lançada... terminei. Acho que ficaram mimosos e depois podem sempre ser pendurados no frigorífico ou noutro lugar qualquer a decorar. Espero que os convidados achem o mesmo :)

(a ideia veio daqui. usei tecidos parecidos, mas não coloquei enchimento nem deixei o contorno branco à volta. como não tinha tutorial, procurei por um desenho de um morango que se adaptasse para cortar os tecidos e o resto foi simples! ah, também colei entretela no tecido verde, para não esfiar e para ficar um pouco mais grosso)

9 de março de 2012

Às vezes.

www.strawberry-patches.com
Clicar para aumentar. Mais fotografias da loja, aqui.

Às vezes vejo coisas tão deliciosas e lugares tão perfeitos (mais perfeitos que se acabados de sair dos meus sonhos), que me pergunto se não seria realmente mais feliz se a minha vida tivesse seguido um rumo completamente diferente.

8 de março de 2012

Boas influências.





Gostar de grinaldas com luzinhas.
...e quando ele se queixa da conta da luz, eu digo que a culpa é da Raquel :)

Ainda sobre os lençóis...


Conclui-se que preciso deste livro. Com urgência!

6 de março de 2012

Descobri...

Fotografia daqui. Clicar para aumentar.

...que sou apaixonada por Magnólias e não sabia. Durante vários anos, por esta altura, no apartamento onde morei com os meus pais, vi florir as árvores ao longo de toda a avenida. Eu e a minha mãe apreciávamos o espectáculo que era primeiro ver os seus ramos vazios, após um longo Inverno, ficarem repletos de flores cor-de-rosa e só mais tarde, carregados de folhas verdes. Era como se, depois de vários meses cinzentos e antes de qualquer outra coisa, fosse necessário dar alguma cor aos nossos dias. Mas nunca me dei ao trabalho de procurar saber que árvores eram estas e os meus parcos conhecimentos de botânica também não ajudaram (sim, que a je só há coisa de uns dois anos é que soube que as lindas plantinhas que gostava eram, afinal, orquídeas). Até este ano, que calhámos de voltar ao Porto na altura em que a tal avenida está manchada de cor-de-rosa, cheia de árvores a florir. São ou não são deliciosas?

Sheet!

Este tutorial irritante faz com que pareça a coisa mais fácil do mundo, mas pior que dobrar este tipo de lençóis, só mesmo ter de os passar a ferro. Juro. Alguém me explica como se conseguem aqueles cantos assim perfeitos, sem vincos?! É que eu passo de um lado, engelho do outro... e assim sucessivamente até desistir.