24 de novembro de 2009

Decidi(mos)...

...que seria vacinada. Não tanto pelo risco que corro se ficar doente estando grávida, mas por esta ser a única forma de a Matilde ter alguma imunidade à gripe até aos 6 meses, uma vez que só nessa altura poderá ser vacinada e até lá está protegida pelos anticorpos do leitinho (que só existirão se eu estiver vacinada). O meu desejo é que de facto tudo seja um grande drama da comunicação social e que esta seja a decisão mais acertada.

E a propósito disto:

Ele (enquanto me conta que foi fotografar o ministro-não-sei-quantos a ser vacinado): Txi, havias de ver a agulha que é! Ui! E aquilo entra tudo, é intramuscular! Ele nem conseguiu olhar, fez cá uma cara...
Eu: (silêncio)
Ele: Ah!... Mas não te preocupes, que aquilo não dói nada!

Pois claro.

Muitos, muitos miminhos.

E a certeza de que, no final desta gravidez, eu vou estar muito, muito mal habituada.

23 de novembro de 2009

Eu sou do tempo... #1


...das bombocas! Aii, tão boas!

E assim se inicia uma espécie rúbrica por estes lados.
Porque há coisas que
têm cheirinho a saudade e são boas recordar!

20 de novembro de 2009

Ali em cima...

...o número de semanas vai aumentando. E com ele, o nervoso miudinho. Ainda no outro dia dizia que já estava com 16 semanas, ai tão rápido. Pois é. Entretanto já passaram mais 8.

Um misto de "anda Matilde, para te conhecermos" com "deixa-te estar aí, que ainda falta tanta coisa!".

18 de novembro de 2009

Confusa.

Mais que da própria gripe A, eu tenho medo da vacina, que tenho marcada para a próxima sexta-feira.

17 de novembro de 2009

Não gosto de pessoas cuscas.

Opá, revira-se uma coisa cá dentro de mim, que só consigo ficar com cara de poucos amigos e calar-me, para não ser mal-educada. No rés-do-chão da casa para onde vamos morar vive uma senhora tão cusca, mas tão cusca que eu acho que até deve ser proibido por lei.

Sempre que chegamos, ela faz questão (mesmo que esteja dentro de casa, ou a uma janela que não dê para o lado em que estacionamos o carro) de se vir por à janela a ver o que se passa. Mas, imaginem, não se põe simplesmente à janela, não! Ela afasta a cortina com a mão e fica a olhar, descaradamente, como se nós fôssemos ceguinhos e não déssemos por nada! Outra ocasião, estando uma amiga nossa à entrada do prédio, ela lembrou-se que tinha que ir limpar o chão debaixo do tapete, na mesma entrada... só para tentar perceber quem era! Não, é que não foi de propósito, o tapete é que tinha mesmo muito pó e tinha que ser naquele exacto momento! E isto são só alguns exemplos.

Hoje, estando os homens das obras (aka trolhas, ou pedreiros, que cá em baixo é tudo mais chiqueza) a fazer estardalhaço lá em casa, aquela alma, que já não devia caber em si de curiosidade, decide ir ao andar de cima queixar-se de uns pontinhos de humidade que tinha no tecto dela (coisa que já foi resolvida há anos) e, surpresa das surpresas, quando demos por ela, já ela estava dentro de casa!!! E enquanto falava com o Bruno ia espreitando por cima do ombro para se certificar que via todas as divisões...

1... 2... 3... 4... 5... 6....... inspira, expira.

14 de novembro de 2009

Matar saudades...

...do que de bom se come por estas bandas.


Papas de Sarrabulho
(Quem nunca comeu está proibido de mandar palpites, lol)

13 de novembro de 2009

Quem tem uma mãe assim tem tudo.

Chego a casa da minha mãe e tenho na mesa o empadão que andava a apetecer há uma semana, a manta que tinha pedinchado pronta (e mais uma para a netinha a caminho) e os estendais neste estado:

É uma mãe destas que eu quero ser.

9 de novembro de 2009

Analogia interessante... :)

8 de novembro de 2009

A Popota é grande, muito grande!

6 de novembro de 2009

Pobre que é pobre...

...vai à MaxMat comprar um móvel de casa-de-banho e, na hora de pagar, saca de um saquinho de plástico transparente do bolso de trás das calças, com notas.

O que eu desejei um buraquinho para me meter! lol

5 de novembro de 2009

22 semanas

Anteontem.

Eu: Ó Bruno, o que aconteceu à marmelada?? A tijela está vazia e ia a meio!
Ele: Pfff... estas moscas!...

O frio chegou...


...e por cá fazem falta peças mais quentinhas e que se adaptem à barriguinha. Acho que está na altura de fazer umas compritas :)

Oh... que chatice!

3 de novembro de 2009

Ecografia do 2º Trimestre :)

Não, não é um comboio, nem sequer um tambor.

É o coraçãozinho a bater.

2 de novembro de 2009

Tenho a dizer...


...que vamos ter muito cor-de-rosinha por estes lados!