24 de julho de 2008

Percebemos que estamos velhos...

...quando o nosso irmão de 9 anos nos pede para lhe passarmos músicas para a PSP e temos que ir sacar uma série delas (Tokio Hotel incluídos, claro...) porque ele não gosta de nenhuma das que já temos no computador.

Humpf...

23 de julho de 2008

I so wish...

Só podia vir da China...

Segundo o China Daily, a China está a reciclar preservativos usados transformando-os em coloridos elásticos para o cabelo. As autoridades estão preocupadas com a possibilidade de transmissão de doenças.

Imagem: Snopes

Agora eu pergunto: Os preservativos já foram realmente usados? Mas onde é que eles vão buscar o raio dos preservativos usados? Dá-se uma recompensa??

Este mundo está de pernas para o ar. Eu nem quero imaginar de que são feitos os elásticos do meu aparelho!...

21 de julho de 2008

Once upon a time...

...the end.

Ainda ontem começou o meu curso e já está no fim. Hoje de manhã fiz o ultimíssimo dos meus exames. Sem contar com a defesa, claro. Essa é só para o ano. Ainda me estou a habituar à ideia de que estou mesmo, mesmo de férias.

Em Setembro começa o estágio em Lisboa, no Hospital de Santa Maria. Um estágio em Nutrição e não só. Uma aventura em muitos sentidos, que vai exigir muito de mim. Mal posso esperar que tudo comece. O meu coração anda aos saltinhos!

Respostas... na ponta da língua!

Enquanto estudava o slide que se segue, reparo que a Grécia (que segue o padrão alimentar mediterrânico), em comparação com os EUA, apresentava uma maior taxa de mortalidade por cancro do estômago, enquanto as taxas de mortalidade pelas restantes doenças eram menores.
Pergunto a uma amiga se tal se deve a algum motivo em particular e a resposta não podia ser mais elucidativa:

"É porque este ano não foram campeões da Europa e a azia conduziu ao desenvolvimento do carcinoma do estômago!"

20 de julho de 2008

É segredo...

...mas eu descobri um blog cinco estrelas!

Shiuuuu!

17 de julho de 2008

Por te Rever

Quisera roubar-te essas palavras e morrer
Trazer-te assim até ao fim do que eu puder
E começar um dia mais eternamente
Por te rever, só
Pudesse eu guardar-te nos sentidos e na voz
E descobrir o que será de nós
E demorar um dia mais eternamente
Por te rever, só
Quisera a ternura, calmaria azul do mar
O riso o amor o gosto a sal o sol do olhar
E um lugar pra me espraiar eternamente
Por te rever, só
Pudesse eu ser tempo a respirar no teu abraço
Adormecer e abandonar-me de cansaço
Quisera assim perder-me em mim eternamente
Por te rever, só

Mafalda Veiga

15 de julho de 2008

Dulce

Tem origem no latim, através da palavra Dulcis e significa "doce". É o nome da minha avó e há-de ser o nome da minha primeira filha.

Desafios

Como é sabido, a alimentação tem um papel fundamental no tratamento de muitas doenças. Hoje fiz exame de uma disciplina cujo objectivo é, precisamente, ensinar-nos como é que, na prática, isso se faz.

Entre obesos, diabéticos e muitos, muitos outros, aprendemos a tratar doentes insuficientes renais e insuficientes renais em hemodiálise. De facto, como a minha professora diz “o rim é uma coisa fantástica” e fazer planos alimentares para doentes deste tipo é um desafio para qualquer nutricionista. Um plano alimentar desadequado (ou que não é cumprido) pode comprometer a saúde destes doentes ou até mesmo levar à morte. Conseguir satisfazer as necessidades nutricionais, tendo em conta tudo aquilo que estes doentes não podem comer (ou beber, já que no caso da hemodiálise apenas são permitidos alguns goles de água…) e ao mesmo tempo que conseguimos que o doente cumpra o plano, nem sempre é tarefa fácil. E quando existem outras patologias associadas, a coisa ainda complica mais. Um desafio.

Eu, por enquanto, ainda estou do lado de cá. Mas enquanto estudava, ao mesmo tempo que conseguia ver esse desafio, o coração ficava apertadinho. E tentava abstrair-me, mas sem sucesso. Sei que mais tarde ou mais cedo, o desafio vai continuar, e ainda maior, do lado de lá. Vou ser eu a ter que cumprir um plano semelhante. Vou ser eu a ter que enfrentar a hemodiálise e a passar pelo que a minha avó e a minha tia passaram e, infelizmente, a minha mãe também passará. E isso… também não vai ser tarefa fácil.

11 de julho de 2008

Se assim é...

...eu também devo ser nascida fora de tempo.

6 de julho de 2008

Drama.

Isto de ir ao shopping, às vezes é um caso sério. É que eu até consigo entrar nas lojas de roupa e "ai que esta saia me fica tão bem..." e resistir. Depois até entro nas lojas de pulseirinhas e brinquinhos e anéis e carteiras, e sou bem capaz de não comprar nada. Cheia de coragem, ainda arrisco e vou à secção dos acessóriozinhos para o cabelinho-encaracolado-que-custa-a-dominar e, não sei bem como, resisto. Agora, quando ponho o pézinho dentro das lojas de roupa interior gira e fofinha e tudo e tudo e tudo... é que o caldo está entornado.

4 de julho de 2008

Decorações.

Por incrível que pareça, só hoje me dei conta que as cores que escolhi para decorar o blog há umas semanas, são exactamente as mesmas que escolhi para decorar o meu cantinho, há uns meses.




Como se pode ver... ando muito rosinha e lilás! :)

Só é pena esta última foto ser pura ficção, porque as cortinas ainda não foram penduradas! Como se costuma dizer: "Casa de ferreiro, espeto de pau..."

Desde 1985...

...que o índice de felicidade dos Portugueses desce gradualmente.

Das duas uma: ou eu tenho feito muita gente infeliz, ou desde 1985 que ninguém fica tão feliz por alguém nascer! :)

Segundo fonte segura...

...estou a meio caminho entre santa e rebelde. Uhh!
Pode ainda dizer-se que sou casmurra, impulsiva e vingativa... e há dias em que sou louca!
Tenham medo, muito medo.

3 de julho de 2008

Hoje.

Hoje poderia escrever um daqueles textinhos poéticos para expressar o quão frustrada comigo própria me sinto. Porque insisto em repetir os mesmos erros vezes sem conta, ainda que todos à minha volta me chamem à razão.

Hoje poderia escrever de mil e uma formas diferentes, quiçá com algum floreado, o que na verdade se resume numa só palavra:

...estupidez.

2 de julho de 2008

Para vocês que duvidaram...

...eis a prova! :)

Sim, eu sei que estou um pouco atrasada, mas o suporte da máquina estava avariado... E sim, também sei que é impossível não reparar na bela da toalha lá atrás... :P