31 de janeiro de 2009

E hoje....

...já disse que te amo?

29 de janeiro de 2009

Crónica do último dia de consultas.

A propósito da cirurgia bariátrica (balões, bandas e afins)... hoje sinto-me revoltada com a burrice de algumas pessoas.

Vi hoje pela segunda vez uma doente que está em avaliação para a cirurgia. Tem 34 anos (tão nova!), tem actualmente cerca de 130Kg e tem vindo a perder bastante peso, entusiasmadíssima com a perspectiva de ser operada. Na sala de espera, em conversa com outras doentes, uma delas saiu-se com um:

"Eu já ando nisto há um ano! No início também perdi algum peso... mas agora acha que me privo de comer?! Nem pensar! Que eles depois vêem que a gente perde peso com as dietas e já não nos querem operar! Olhe, se eu fosse a si parava de emagrecer!"

HAM??? Juro que me apeteceu chorar!

A avaliação é feita por uma equipa multidisciplinar que inclui Endocrinologia, Nutrição e Psicologia. O doente é avaliado no todo, de modo a perceber se adere à terapêutica, se é capaz de cumprir uma dieta, se está em condições a nível físico e psicológico para ser submetido a uma cirurgia deste tipo. Para além de tudo isto, enquanto o doente está em avaliação, se houver perda de peso diminui-se o risco da cirurgia porque, entre outros motivos, é necessária uma menor anestesia. Porque é uma cirurgia! Há pessoas que morrem! E é isso que as pessoas nao metem na cabeça. Será que a ignorância é assim tanta que não conseguem perceber que só estamos ali a fazer o que é melhor para elas? Era muito mais prático fechar os gabinetes das consultas e abrir mais uns quantos blocos operatórios! Era sempre a andar!...

A minha vontade era ir ter com a senhora que disse isto e dizer-lhe: "Olhe, por isso é que a senhora já anda aqui há 1 ano!" Quem está deste lado não está a dormir... e embora às vezes nos enganemos, dá para perceber bastante bem quando é que uma cirurgia é a solução e quando não é... Para quê enviar um doente assim? Para aparecer passado um mês com a banda deslocada porque continua a comer como antes? Para ser operado outra vez para a retirar? Para aparecer de ambulância, quase a morrer, porque há dois meses que só vomita? Quando é que a banda vai deixar de ser "mágica"? Há pessoas que continuam a engordar com a banda... e depois vêm dizer que "tou muito desiludida, a banda a mim não me fez nada" HELLOOOOOOO!

26 de janeiro de 2009

Cozinhar II

Por cá, tomamos-lhe o gosto.

Creme de Cenoura

25 de janeiro de 2009

Curral de Moinas...

...também tem consultas de combate à obesidade!

Quanto a vocês não sei... mas eu cá preferia uma nutricionista, que o método da ripinha de madeira não me convence!

24 de janeiro de 2009

Inevitável

Basta-me começar a pensar no que vou escrever na página dos "Agradecimentos"... que começo a chorar.

Tá bonito, isto.

20 de janeiro de 2009

Esperem só um bocadinho...

...que eu vou ali acabar o meu curso, e já volto.

Entrego tudo até ao final de Fevereiro. É provável que não pare muito por estas bandas... mas é por uma boa causa :)

12 de janeiro de 2009

Pancas

Gostar de ver a cama bem feita.
(...e querer que os outros tenham a mesma paciência para o puxa aqui e puxa acolá)

Gostar de ver a roupa bem dobrada.
(...dobrar, desdobrar e voltar a dobrar, até que ela fique irritantemente simétrica)

É grave, eu sei, mas é verdade...

10 de janeiro de 2009

Cozinhar

Por cá, tomamos-lhe o gosto.

Gratinado de Batatas e (muitos) Legumes

9 de janeiro de 2009

Estou chateada.

Mesmo chateada. E com razão! Vivi 23 anos na Invicta e, acreditem ou não, nunca vi neve! Lá nunca nevou... e também nunca fui à Serra da Estrela ou a outro sítio que costume ter neve. Quer dizer... quando eu digo isto a minha mãe olha para mim indignadíssima e sai-se com um "ENTÃO NÃO FOMOS?! TU NÃO TE LEMBRAS??" Devia ter aí uns dois anos. Pois... Isso não conta!

Agora que mudei de terra, hoje nevou todo o dia no Porto!!!!!!!!!! Não tenho razões para estar chateada??

Humpf.

8 de janeiro de 2009

Dois, no mínimo.

Três era o ideal.
Quatro também não era má ideia... um para cada estação do ano.
Mas pensando bem, ficamo-nos só pelos meses da Primavera.
Abril, Maio e Junho é que era.


Ele vai-me ouvindo e diz-me que sim, com um sorriso de quem quer dizer "quando chegares lá mudas de ideias".

Enquanto isso, eu vou sonhando (literalmente) e desejando que a hora chegue rápido. Porque sonhar não paga imposto. Ainda.

Apresento-vos...


...a porta do quarto do Vasco.
Tripeiro genuíno! :)