9 de março de 2012

Às vezes.

www.strawberry-patches.com
Clicar para aumentar. Mais fotografias da loja, aqui.

Às vezes vejo coisas tão deliciosas e lugares tão perfeitos (mais perfeitos que se acabados de sair dos meus sonhos), que me pergunto se não seria realmente mais feliz se a minha vida tivesse seguido um rumo completamente diferente.

7 feelings:

Raquel Úria disse...

Débora, podia muito bem ter sido eu a escrever isto. :)

E não é que não gostemos do caminho que escolhemos, é a eterna questão: e se...?



ʝoana disse...

Se fossemos pensar no ses da vida, estávamos tramados.
Agora essa loja... Ui. Por acaso até ando à procura de um tecido com um padrão engraçado...



Débora disse...

É mesmo isso Raquel: "e se...". Mas depois falta-nos(me) a coragem para arriscar.



..carlix.. disse...

Estou em êxtase com esse lugar.
O meu exemplo não serve de nada mas eu ando a tentar arriscar esse "e se" embora eu não tenha um curso superior ou uma profissão propriamente dita para desenvolver e investir. Demorei muito tempo a decidir seguir esse caminho e demorei muito tempo a aceitar a minha própria decisão. Acho que ainda não fiz as pazes comigo pelo aperto que voltimeia sentimos... Eu acho (é de borla que te dou a minha opinião! Vale o que vale...) que tu já estás a investir nesse "e se". Aos poucos estás a descobrir algo que gostas e tens talento. Deixa o tempo ir te dizendo se estás "bem" e vai sempre investindo mais nessa 2ª "profissão". Joga pelo seguro mas arrisca em doses sensatas. Idealiza e investe. Ainda vais a tempo de descobrir... :)



BdeBrilho disse...

Se soubéssemos o futuro teria piada? O desafio da incerteza é que nos motiva e nos faz batalhar para que os nossos sonhos se concretizem da melhor forma. Senão, bastaria ficarmos à espera à sombra da bananeira :)! Devagar se vai ao longe.

http://8e87maravilhas.blogspot.com
http://estaluzboaqueeuamo.blogspot.com



Raquel Úria disse...

(Só para clarificar, o meu "e se...?" não tem nada que ver com o futuro nem é conciliável. É a eterna dúvida sobre como teria sido a minha vida se as escolhas feitas tivessem sido diferentes. Por exemplo, se em vez de biologia, tivesse estudado design, arquitectura ou alguma coisa na área têxtil. Mas tenho tantos "e se...?" na minha vida! Não temos todos? E, como qualquer boa "eterna dúvida", nunca terão resposta.)



..carlix.. disse...

Questionas o passado... a Débora também. E eu torturo-me com a mesma pergunta por achar que podia ter feito da minha vida muito mais! Nunca saberemos a resposta a essa questão. Muitas das pessoas que leio seguiram o mesmo caminho que vocês. Estudaram algo que gostavam, tiveram as suas profissões e investiram nisso. Este pequeníssimo grupo resolveu fazer a mesma pergunta "e se...?" mas ao presente sem idealizarem o futuro. Arriscaram. Experimentaram. Umas conciliam as duas "profissões", outras abdicaram da anterior a favor na nova paixão, outras desistiram. Isto para te dizer, Débora, que se tivesses seguido o rumo têxtil provavelmente hoje estarias com outra imagem qualquer e a fazer a mesma pergunta mas em relação a outro ramo qualquer! LOL E dentro do teu ramo podes conciliar de forma tão divertida e original as duas "profissões"! :D (Aulas de costura sobre nutrição, com o tema "hábitos alimentares saudáveis", com Débora Teixeira!) Já estou a ver os cartazes! :P



Enviar um comentário