24 de fevereiro de 2012

Dramas.

Ontem tive uma senhora na consulta que se queixou que era muito difícil cumprir um plano alimentar para perder peso quando fazia os seus cruzeiros (sim, no plural). E que nos hotéis havia sempre demasiadas coisas boas para comer. E que não sabia quando podia marcar nova consulta porque não sabia se ia estar cá. Há por aí vidas realmente complicadas! lol

4 feelings:

flor disse...

E será feliz? Fica a pergunta no ar... Bj



ʝoana disse...

Eu era feliz aí nuns tantos cruzeiros LOL
Mas agora a sério, cada um lá tem as suas prioridades e a crise dela é essa! Olha que chatice!



Débora disse...

Ninguém está aqui a julgar ninguém. Eu não quis inferir sobre o grau de felicidade dela, nem é esse o meu papel - cada um tem os seus dramas e a minha função é precisamente ajudar seja qual for a situação e foi isso que fiz. De facto, quando passamos a vida de férias isso pode muito bem ser (e é) um problema para quem quer perder peso. Aliás, se alguém vai à consulta e está prestes a ir de férias ou a passar um fim de semana fora, é usual ouvir que "a coisa" não é para começar já, só depois.
O que eu achei curioso foi o extremo. Enquanto a maioria das pessoas se queixa que não consegue fazer mais refeições por dia porque não pode fazer intervalos no trabalho, ou que não consegue fazer refeições mais equilibradas porque chega a casa muito tarde e mal tem tempo e/ou paciência para cozinhar, há outras queixam-se porque têm férias e tempo de lazer a mais!



Lacorrilha disse...

Eu fui à minha primeira consulta de nutricao dois dias antes de vir de ferias para a Alemanha, durante um mes. Também avisei a nutricionista que iria ser complicado seguir o plano aqui, portanto ela ficou avisada que eu só iria comecer o plano lá para Marco, altura em que ela queria fazer segunda consulta. Assim a consulta foi adiada. E está claro que só ando a comer porcarias, mas o peso mantem-se. Ou entao nao, acho que ja tenho um quilo a mais, mas tb ninguem precisa de saber, certo? LOL



Enviar um comentário