21 de agosto de 2011

Ficamos contentes com pouco :)

Uma coisa que andávamos para comprar há imenso tempo era um grelhador. Só tínhamos um daqueles normais de usar no fogão, que de anti-aderentes não têm nada e que se agarram e desfazem a comida toda. Para além de que não deixam a gordura escorrer. Mas, não sei porquê, só andávamos a considerar aqueles xpto coiso-e-tal, que custam os olhos da cara e ainda não tínhamos comprado nenhum. Acontece que a casa onde fomos passar férias em Portimão, tinha um grelhador simples, apenas com uma resistência, uma grelha e um reservatório, que nos fez as delícias enquanto lá estivemos!
É claro que assim que chegámos fomos a correr comprar este, muito em conta:



Estamos completamente fãs e agora, tal como se quer no Verão (oi? Verão? onde?), as nossas refeições consistem muitas vezes em peixinho ou carninha grelhada, mais ou menos assim:


Huummm :)

9 feelings:

Vera disse...

Eu tenho um destes e outro mais xpto e acreditas que prefiro este?



Débora disse...

acredito! eu acho-o muito prático :)



Raquel Úria disse...

Nunca tinha visto destes grelhadores sem protecção da resistência! Deve fazer muito fumo e ser difícil de limpar a gordura que cai na resistência, não? Eu queria muito comprar um grelhador mas como não temos varanda... :( acho que teria que ser mesmo um daqueles muito caros com exaustão.



Raquel Úria disse...

By the way, esses grelhados têm muito bom aspecto. Com uma saladinha... já jantava a meio da tarde!



Débora disse...

Raquel, curiosamente, a resistência é o mais fácil de limpar! :) O resto também não é difícil, mas ainda hei-de experimentar pôr na máquina.

Quanto ao fumo, fui perguntar ao Bruno, que ele é que é o grelhador de serviço :) ele diz que é ela por ela comparativamente aos grelhadores de fogão... eu só grelhei uma vez para mim umas fêveras, uma altura que estava sozinha, e também não achei que fizesse muito fumo. A tua cozinha não tem exaustor? Porque não fazes lá? Dessa vez que fiz só para mim fiz assim :)



Raquel Úria disse...

ok, confio!
E fazer usar o exaustor é boa ideia. Vou ver se experimento.



Raquel Úria disse...

*obviamente não queria escrever "fazer usar"! Esquece o "fazer". lol



Débora disse...

lol :) Quando li pensei "deve ser (mais uma) expressão cá de baixo que eu ainda não tinha ouvido" ;)



Dina disse...

Tenho um semelhante há anos e faz as delícias da casa... no verão e no inverno ;)



Enviar um comentário