10 de maio de 2010

Post à la FB.

Débora não acha piada que as mães tratem os filhos por A. B. C. D. E. e F. nos seus blogs e comentários.
[sobretudo quando]
Débora e toda a gente sabe que os filhos são a Ana, o Bruno, a Clara, o David e a Francisca.
Débora também não tem que achar piada.
[porque sinceramente]
Débora não tem nada a ver com isso.
Débora também não percebe porque as mães depois de serem mães deixam de ser pessoas e de ter nome e passam a ser "a mãe do F. e da C."
Débora tem a mania.

5 feelings:

Dulce disse...

Dulce concorda com Débora.



Selma Tabita disse...

Selma também concorda com Débora! E acrescenta que a situação ainda se torna mais ridícula quando metem fotografias dos filhos e continuam numa de os chamar por F./S./C...Se esta manobra serve de protecção, alguma coisa ficou pelo caminho. lol



Flávia Leitão disse...

Sim! Se usam F. e B. não deviam pôr fotos, não faz sentido!
Mas sim, passamos a ser a mãe de ..., assim que eles nascem, numa consulta, seja onde fôr somos a mãe de...
Ás vezes sentimos muito orgulho, mas outras queremos a nossa entidade de volta. Flávia, mãe do Gustavo!
Bem... nas aulas de natação só consigo fixar alguns nomes, e é dos meninos! Ups!



Débora disse...

Sim Flávia, claro! Eu estava a referir-me às mães que se referem a si mesmas como "a mãe de...". Não sei, faz-me confusão. Eu continuo a ser a Débora. A Débora, mãe da Matilde, mas Débora.



Ana Rute Oliveira Cavaco disse...

Percebo o que dizes, mas por exemplo na escola dos miúdos, ao telefone, bem me posso identificar como a Ana Rute, que enquanto não disser que sou a mãe dos 3 Cavacos, ninguém percebe quem está ao telefone. É um exemplo.



Enviar um comentário