7 de abril de 2009

Ligam-me de outro centro de saúde para marcar uma consulta.

A conversa foi mais ou menos isto:

"- Boa tarde! Olhe, tenho aqui uma menina que tem algum peso a mais... queria marcar consulta, pode ser? É que ela só come o que quer e não pode ser assim e ela precisa de ouvir que não pode comer certas coisas (...).
- Então e que idade tem a menina?
- Tem quatro.
- ...
"

Era só eu que com 4 (quatro) anos fazia o que me deixavam e/ou mandavam e não piava? Eu até me lembro de já ser grande e de ter de pedir para abrir um pacote de bolachas!

3 feelings:

AnaD/FG disse...

Eu também um dia rebelei-me e disse que não comia o peixe cozido ao almoço. A minha mãe não me obrigou, mas ao lanche colocou-me o peixe cozido à frente, e ao jantar ... e acabei por o comer ao pequeno almoço do dia seguinte... não morri de fome, não desidratei das lágrimas, e também nunca mais me neguei a comer o que fosse.

Cá em casa é: não gostas, comes menos!



Lua disse...

Parece-me que quem precisa de uma consulta são os pais, mas de psiquiatria...



Vera disse...

Não estás sozinha no mundo, Dé, eu também pedia à minha mãe para abrir um mísero pacotito de bolachas de chocolate! Se contasse isto ao meu irmão mais novo, ele partia-e a rir e não acreditava... Quem diria que os pais são os mesmos!



Enviar um comentário