2 de abril de 2013

Olá Primavera!





A minha orquídea está novamente a florir, embora o pé já esteja enorme e cheio de botões desde o ano passado. Ao que parece estou a cuidar dela suficientemente bem para que continue a dar flor, mas não o suficiente para que o processo seja rápido.
O "ramo" que é como quem diz "os jacintos" que o meu afilhado me ofereceu antecipadamente quando cá veio já floriram, já encheram a minha sala de perfume e já murcharam, embora aqui o cor-de-rosa ainda estivesse escondidinho. E a propósito de afilhados, na vossa terra os afilhados não têm o costume de ir levar um miminho aos padrinhos no Domingo que precede a Páscoa? É que os padrinhos dos nossos filhos que são de cá ficam sempre muito surpreendidos!
Quanto ao cacto... Vá, ao contrário do que aconteceu quando o meu falecido manjericão floriu, eu sabia que os cactos dão flor. Só não estava à espera que este cacto pequenino e aparentemente estático (mas não são todos?) me presenteasse com dois pés cheios de florinhas :) Ainda hoje o Bruno comentou que era mesmo estranho vê-lo assim. E é isto. Chegou finalmente a estação do ano que me deixa mais feliz, ainda que os dias continuem muito cinzentos por estes lados. Boa Primavera! :)

3 feelings:

Dona Ju disse...

Por aqui o tempo ainda anda tão escuro que nem florzinhas se vê. Chuva granizo nestes dias ainda faz desconfiar que o verão vai ser frio :(

Boa Primavera :)



Claudia Borralho disse...

Posso dizer-te que até este ano nunca tinha ouvido falar da tradição do ramo dado aos padrinhos, sendo que eu nasci em Lisboa mas tenho mãe alentejana e pai ribatejano e o meu marido cujos pais são da zona de Castro Daire também não conhecia a tradição :)



Ana Rangel disse...

No Porto, sempre. Domingo de "Ramos"... ;)



Enviar um comentário