1 de março de 2012

Ah, já me esquecia:


Vendemos o meu carro há coisa de um mês. O bolas que partilhou comigo muitos bons momentos, muitas idas e voltas da faculdade, muitas saídas com amigas e, sobretudo, muitas aventuras. Apesar de uma ponta de saudade, demorámos tanto tempo a arranjar comprador que, quando finalmente conseguimos, foi mais um alívio que outra coisa. No lugar do bolas, temos agora uma mota, mais prática e económica para o Bruno ir e vir de Lisboa, todos os dias (bom, para ser correcta, acho que não é uma mota mesmo, é esta maxi-scooter, branca, muito bonita). Às vezes, quando os nossos horários coincidem, ele dá-me boleia e, em vez de 1h30 em transportes, ponho-me no trabalho em 40 minutos no máximo. De maneira que estas viagens, agarradinha atrás dele e a soltar gritinhos nervosos de cada vez que ele faz uma curva, têm sido o expoente máximo da adrenalina na minha vida :) Sobretudo quando me lembro, sei lá, de tirar o telemóvel do bolso do casaco, descalçar e quase perder uma luva e tirar uma fotografia, tudo isto em andamento, em plena auto-estrada!

2 feelings:

Raquel Úria disse...

sou vossa fã!



Marta disse...

Uau... agora andas de mota! Tens de ver este site: http://www.cmaportugal.com Nós adoramos andar de mota e somos membros desta associação.



Enviar um comentário