3 de outubro de 2011

A pedido...

...de muitas famílias da Raquel, tenho a comunicar que o trabalhinho está a correr bem. Como todos os trabalhos, traz vantagens e desvantagens... Para além da vantagem óbvia que é ter um ordenado ao fim do mês (ainda que a recibos verdes), voltar às consultas tem-me mostrado o quão desactualizada estou e a pesquisa tem-me dado bastante prazer. Depois, todos os dias da semana trabalho num sítio diferente, com colegas diferentes e realidades diferentes, o que também é óptimo e faz com que as semanas passem mais depressa :) Trabalhar em Lisboa não é fácil, mas constantemente repito para mim mesma que há quem não tenha trabalho sequer e me obrigo valorizar o que tenho. Passo uma média de 3h por dia em transportes (ou seja, trabalho 40h semanais mas, na prática e contando com a hora de almoço, estou fora de casa 60h), mas também sei que há quem sofra mais que eu (só que a mim a infelicidade dos outros não me anima!). Fico com o coração apertado quando, dois dias por semana, chego a casa e a minha filha já está a dormir, mas finalmente tenho um trabalho (a tempo inteiro, na área para a qual estudei e que vai de encontro àquilo em que acredito) que me permite ir buscá-la à escola nos outros três dias (ainda que em cima da hora) e passar todos os fins-de-semana e feriados com ela. Estamos a habituar-nos, a ganhar rotinas e a aprender a aproveitar cada bocadinho que temos juntos. Vai correr bem. É acreditar e fazer por isso :)

1 feelings:

Raquel Úria disse...

Fico feliz pelas partes boas e uma sugestão infalível para resolveres as más: venham morar em Lisboa.

Fosse tudo assim tão simples... ;)



Enviar um comentário