18 de agosto de 2011

Memórias.

Lembro-me de ser miúda e de ir com o meu pai, em segredo, ao Marcolino (ali na Rua de Passos Manuel, ao pé de Sta Catarina), para comprar uma prenda para a minha mãe. Não sei se era Aniversário, Natal ou Dia da Mãe, mas o meu pai já sabia o que íamos buscar. Era um relógio que fazia parte de uma colecção que incluía outros relógios, alusivos a outras profissões. Talvez a minha mãe já o tivesse visto e o andasse a namorar, não me lembro.


Há uns meses voltei a encontrá-lo em casa da minha mãe. Já não tem a bracelete original (nem a que teve depois dessa), não é um relógio de uma marca ou modelo xpto e já está com muitos riscos. Ainda assim, desde que o voltei a ver que o ando a namorar. A minha mãe ainda não sabe, mas um dia destes ele vai morar cá em casa e passear no meu pulso :)

5 feelings:

ombemua disse...

Bem que giro!!
Essas memorias da infancia sao tao boas...principalmente aquelas em que eramos bem pequeninas, mas temos a certeza do que nos lembramos.

Baci*



puPupiTu disse...

tão giro!
os ponteiros são tão especiais...



aVidaDaCastanha - Cláudia disse...

Bem giro e bem original!! ;)



Raquel Úria disse...

Gosto muito!



Dina disse...

Que giro: adorei!



Enviar um comentário