10 de janeiro de 2011

Ciúme

Eu vinha, toda contente, escrever sobre o maravilhoso trabalho que o meu namorado tem. Vinha mostrar o lindo casaco que ganhei no passado dia 28 de Dezembro, aquando do evento da Desigual, no Dolce Vita Tejo. Mas depois fui procurar a notícia em causa e deparei-me com isto. Ora, eu gostava de dizer que isto a mim não me afecta nada, que é tudo muito profissional e que aceito com a maior das naturalidades. Gostava de dizer (de acreditar, sobretudo) que o facto de o meu namorado fotografar uma rapariga com as maminhas quase de fora é, para mim, o mesmo que fotografar o nosso PR. Mas não sou capaz. Eu sei que é o trabalho dele e coiso-e-tal. Também sei que ele tirou muitas mais fotografias além desta, muito mais decentes, mas que o leitor do jornal em questão gosta é disto, e é sempre isto que é publicado. Mas estou aqui mortinha de ciúmes porque, na minha cabeça (na cabeça das mulheres em geral, acho eu), o meu namorado, porque está comigo, não tem olhinhos na cara. Como é possível andar a fotografar estas coisas? Eu tenho (e posso ter) olhinhos na cara e sei apreciar o que é bonito de se ver, mas ele não. Claro que não! Para mim ele é um santinho, que só me vê a mim, ponto.

Esta coisa do ciúme é tramada... acho que vou ali beber uma águinha com gás a ver se isto passa.

2 feelings:

Vera disse...

Mas ainda bem que tens consciencia de que não tens razoes para ficar assim!



Grey´s disse...

É trabalho, nada mais mais, manda a ciumeira para trás das costas.

Ohhh, não vai ser esta 4ª então, esta semana estou de folga 4ª e 5ª,
para a próxima é que é :))



Enviar um comentário