23 de junho de 2010

Mal-tratado.

Foi como encontrei o álbum de casamento dos meus pais, no meio de um caixote cheio de álbuns antigos. Mal-tratado, como terminou o casamento. Mal-tratado, como ficou a relação entre eles os dois depois disso.

E depois encontro fotografias como esta, que transpiram felicidade e pergunto-me como é que estes momentos se esquecem, como é que tudo isto desaparece. Pergunto-me como é que tudo pode correr tão mal, sem que ninguém consiga prever.

2 feelings:

Ana Rute Oliveira Cavaco disse...

porque as pessoas são capazes do melhor e do pior...



stories behind objects disse...

:/

as momentos maus tendem a sufocar os bons, infelizmente...
fica tu com essa imagem feliz como recordação :)



Enviar um comentário