21 de abril de 2010

Jardinar - uma tentativa.

Gosto muito de flores, mas nunca tive grande jeito para estas coisas. E o grande motivo, agora que penso nisto, deve ser a jardinagem implicar mexer em terra. É que a terra tem bichos e eu tenho fobia a tudo o que é bicharada. Logo, tenho assim a modos que um certo respeito à terra e ao que está nela e me pode aparecer/tocar/saltar/ferrar a qualquer momento. Lembro-me de já ter plantado tulipas e um jacinto, que tinha um cheirinho maravilhoso e perfumava a casa toda, mas acabaram por morrer.

Desta vez, ele não me trouxe chocolates. Como não podia deixar de ser, da Festa da Flor, veio uma estrelícia, uma das flores típicas da Madeira. Ou melhor, veio um projecto de estrelícia. E lá fui eu, moça prendada, comprar um vasinho e um saco de terra e meti mãos à obra. Fiquei com terra até na cara e a minha cozinha com terra espalhada por todo o lado, mas após algumas tentativas lá consegui meter a planta dentro do vaso, mais ou menos a meio. Não parece, mas a sério que isto tem que se lhe diga. E eu sou muito entendida nestas coisas. Tanto, que vi a raiz da plantinha pensei: "Olha, que engraçado, isto tem aqui uma coisa de plástico, terá água?..." :) Missão cumprida, vá lá. Daqui a um ano, mais coisa menos coisa, terei a minha estrelícia. Pelo menos, assim espero!

2 feelings:

stories behind objects disse...

1 ano?
tanto tempo?
sério?
hum.. se calhar foi isso que se passou com algumas plantas minhas... como nunca mais nascia nada, pensei que... hum..



Débora disse...

Foi o que a sra que vendeu disse ao Bruno!... Mas quando plantei os bolbos de tulipas e de jacintos, demorou bem menos ;)



Enviar um comentário