30 de abril de 2008

Este post ainda não sabe se é triste ou feliz.

Deveria ser só daqui a um ano... mas impus as fitas no domingo passado. Tenho-me consolado a passeá-las de um lado para o outro e orgulho-me de andar na rua trajada, de pasta na mão e fitas amarelas e verdes a esvoaçar com o vento. O coração bate mais forte quando reparo nas pessoas a olhar e apetece dizer bem alto "sim, sim, está quase!" As fitas saltam de mãos em mãos. As lágrimas vêm aos olhos ao ler o que nelas se escreve.

Só sou fitada por uma semana, porque no próximo domingo queimo as minhas fitas e imponho a roseta. Recebo a minha cartola e a bengala. Começa uma semana que vai ficar para sempre na minha memória. A minha Queima das Fitas. Porque, este ano, sou finalista.

Infelizmente, e graças a Bolonha, o meu ano é um ano de transição. O meu curso já não é de 5 anos, mas também ainda não é de 4. Não posso ser fitada em condições. Não posso ir no cortejo a abanar as minhas fitas. Não posso construir o carro, nem passar a tribuna em cima dele. Se para quem nunca viveu a praxe, nada disto faz sentido... para mim faz, e muito. Já chorei baba e ranho mas se é assim que tem que ser... seja. Resta-me aproveitar cada momento que falta... ainda que se me aperte o coração por saber que tudo está no fim. Ainda não me sinto uma finalista... restam uns dias para me habituar à ideia. :)

0 feelings:

Enviar um comentário